Assaltos bem sucedidos que ficaram para a História

Durante toda a história da humanidade, diversos assaltos foram feitos. Alguns foram concluídos com sucesso pelos assaltantes, já outros não conseguiram escapar das autoridades.

Os roubos a seguir foram selecionados por mim de acordo com o desfecho da ação.

Centro de Diamantes de Antuérpia.

Na noite de 15 de fevereiro de 2003, cerca de US$ 100 milhões em jóias foram furtados do Centro de Diamantes de Antuérpia, localizado na Bélgica. Um total de 123 dos 160 cofres do lugar foram revirados pelos assaltantes. O roubo aconteceu no sábado e a polícia só descobriu na segunda-feira. Ninguém sabe o que aconteceu com as joias e muito menos o paradeiro dos assaltantes. O caso nunca foi solucionado.

As telas de Van Gogh

No dia 14 de abril de 1991 foram levadas 20 telas de Van Gogh do museu do pintor em Amsterdã. Meia hora depois, a polícia encontrou as obras abandonadas dentro de um carro perto do museu. Os quadros valem cerca de R$ 1,05 bilhão. Para muitos, foi mais que um furto, foi um ato de rebeldia. Essa teoria se dá pelo arquivo da policia, que deixa bem claro que se os assaltantes tivessem intenção de levar as obras e vende-las, era totalmente possível, e que o carro foi abandonado estrategicamente para que as autoridades o achassem. Ninguém sabe quem executou esse plano, ninguém nunca foi preso e o caso foi arquivado.

Banco Societé Générale

19 de julho de 1976, a quadrilha, chefiada por Albert Spaggiari, cavou um túnel de oito metros e arrombou o cofre da agência bancária, na França, levando pouco mais de R$ 30 milhões. Há registros de que os assaltantes passaram 4 dias (um feriado) dormindo, comendo e mudando os moveis dos lugares, como se fosse suas próprias casas. Quando a policia chegou, as paredes haviam frases como “Sem ódio, sem violência e sem armas” por todos os lugares. Albert foi denunciado por um comparsa e condenado à prisão perpétua. Em 1978 fugiu da prisão. Após 12 anos, o líder da quadrilha morreu de câncer, aos 57 anos, em 1989. Vale ressaltar que fora Albert, nenhum outro envolvido no assalto foi descoberto.

Aeroporto de Heathrow

11 de fevereiro de 2002, dois ladrões assaltaram um veículo de segurança que transportava dinheiro vindo em um jatinho do Bahrein que deveria seguir para Nova York. Os bandidos, que estavam vestidos com uniforme de uma das companhias aéreas, transferiram o dinheiro (pouco mais de R$ 37,5 milhões)
para uma van e fugiram. O motorista do veículo que foi abordado foi amarrado e encontrado em estado de choque, os dois profissionais de segurança foram nocauteados. A van foi abandonada e queimada, e ninguém foi preso.

Roubo de joias no Hotel Carlton

O roubo aconteceu em uma joalheria localizada no interior do hotel Carlton no dia 28 de julho de 2013, palco do filme ‘Ladrão de Casaca’, de Alfred Hitchcock. O criminoso estava armado e saiu com pouco mais de R$ 161,3 milhões em joias, dentro de uma maleta. O hotel estava promovendo exibição de joias da prestigiada casa de diamantes Leviev, que pertence a um grande bilionário israelense. As autoridades não o encontraram.

Gostaram do artigo? Curtam ou comentem para sabermos se vocês gostam desses assuntos.

Se você tem sugestões para artigos, comentem aqui ou nos mande via Instagram (@360tomos )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *